Minha vontade de viver

365/365 – 31 de dezembro de 2015*

365mergulho

Vamos todos receber uns aos outros com um sorriso.
Madre Teresa.

E assim se encerra mais um projeto 365, dessa vez de preceitos, de boas novas, de pensamentos, divagações, revoltas e até desabafos.

Parando agora para pensar, parece que foi ontem que comecei. Lembro-me bem da empolgação e certa ansiedade do início, quando os 30 primeiros dias pareciam se arrastar, não por desinteresse, mas por querer volume.

Hoje sinto-me tão diferente. E provavelmente no dia 31/12/2016, quando este texto ganhar vida pública também. Como estarei? Que lembranças terei para comparar com este exato minuto, que estou em meu carro, no banco do passageiro, vestida com uma saia longa azul, uma regata laranja, com 7 pulseiras nos braços, 4 anéis, um sapato colorido de salto plataforma? Eu fiz grissinis, tapenade de azeitonas, guacamole e uma quiche de alho poró, ambas seguem perto do meu pé para que cheguem inteiras à zona norte de São Paulo – moro na zona sul. Agora são 20h01. Vai ser legal quando eu encontrar comigo mesma em 2016 neste mesmo horário. Agora 20h02.

2015 foi um ano de grandes descobertas espirituais. Eu aprendi a rezar e, com isso a me concentrar, a focar e a ser grata. Aprendi a saber como pedir as coisas para Deus, ou para o universo, como queira. Voltei a fazer yoga. Ganhei um sobrinho. Ganhei novos amigos muito especiais, os colegas que já desconfiava serem apenas colegas, se foram. Sinto-me segura, bonita e saudável. Sinto que posso tudo o que quiser, que só depende de mim. Sorri muitas vezes, chorei bem menos. Perdi um amigo, dessa vez para Deus e esse fato me transformou por completo, bem na véspera do meu aniversário, uma morte trouxe-me a cura do meu espírito.

2015 foi marcante e intenso. Lembro-me de muitas coisas dele. Uma pena que criei pouco na cozinha, no blog, na vida em geral. É, não foi um ano de criatividade, foi sobretudo um ano de mergulhar dentro de mim. O ano de abrir o forno e ver como eu estava como bolo, se enfim assado ou ainda cru.

Sim, estava assado. E em 2016 eu irei degustar cada pedaço deste bolo e vou partilhar com todos que amo cada pedaço deste bolo.

Definitivamente 2016 será recebido com um sorriso, pois quero que o universo me traga prosperidade e fertilidade, em vários sentidos, quero colher os frutos das sementes plantadas, plantar os sonhos prontos para germinar, trocar velhos vasos e nutrir a terra com o que há de melhor em mim, meu sorriso, meu otimismo, minha esperança, minha vontade de viver.

20h13 e meu coração está repleto de gratidão e amor. Pronto, já tenho tudo o que preciso para mais um ano.

Deleite-se!

Nota de 2016: Tati de 2015, meus parabéns! Que linda sua jornada trilhada. Definitivamente o caminho conta mais do que a chegada.

Fonte da imagem: acervo pessoal – de um momento fantástico deste 2016 cheio de aprendizados.

* este texto faz parte do meu Projeto 365, que em 2015 foi baseado no livro 365 Dias Extraordinários {O Livro de Preceitos do Sr. Browne}, de R. J. Palacio. Os textos são pensamentos aleatórios, inspirados nas frases do livro, uma para cada dia do ano. E que resolvi compartilhar com vocês agora, em 2016, pois senti muita saudade de blogar.

Anúncios
Esse post foi publicado em Projeto 365. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s