Não somos todos iguais

O post abaixo foi escrito em abril de 2014!!! Estava nos rascunhos, abandonado o coitadinho, mas hoje resolvi postar, por que sinto saudade dessa veia de menina rebelde. Não corrigi nada, vai do jeito que escrevi, provavelmente pelo celular, em algum momento desabafo que hoje já não recordo o motivo… Saudade de blogar…

E pq as pessoas insistem em classificar as escolhas dos outros baseadas nas insatisfações ou sucesso delas? Não somos todos iguais!!!

Muitas coisas estão acontecendo no Brasil, um verdadeiro turbilhão que envolve estupro, violência, machismo, sexismo, partos violentos… E incrivelmente a vida pessoal não está nada fácil (não só a minha, mas de pessoas bem próximas também), não vou citar nada pq não vem ao caso, mas eu classifico ambos acontecimentos com uma única palavra: intolerância.

E desse turbilhão de coisas surgiu o post de hoje. Escrito quase num
Rompante seria apenas para o facebook, mas de tao extenso virou post pro blog:

Não sei se nunca havia notado ou a população pitaqueira, opineira, comentareira aumentou e muito. Sim, eu sei que essas palavras não existem.

E é incrível como o povo tem o trabalho de a um Google dele pesquisar sobre reality show, sobre a nova separação do momento, sobre o vídeo mais visualizado pra ficar por dentro na rodinha, mas não tem a menor capacidade de se informar sobre coisas sérias antes de sair por aí dando opinião. Saem se julgando entendedores dos mais diversos assuntos, muitas vezes baseados em puro lugar-comum, sem um décimo de discernimento, e isso só perpetua preconceitos.

Estou falando sim em linhas gerais, não vou dar um exemplo, mas até na vida pessoal isso ocorre. Pessoas que desconhecem meu caminho, ou até conhecem, mas não respeitam minha forma de escolha, meus medos, minhas convicções, meus sonhos e também minha total consciência de que não há mundo cor de rosa pra nada. E eu sei disso!

Tomem mais cuidado ao opinar sobre o que for. Nem sempre o outro lado é o de alguém que não pensou e não pesou MUITO antes de qualquer coisa. E acima de tudo, se vc achar imprescindível seu pitaco, esteja aberto a ouvir o outro lado, caso seja diferente do seu.

Cadê o respeito? Cadê a tolerância? Cadê a aceitação de que nem todos pensam igual e isso não é o fim do mundo?

Eu particularmente, respeito pessoas que respeitam meu modo de ver a vida, mesmo que seja o oposto delas. Admiro de verdade, afinal a intolerância não leva a nada.

E o povo reclama tanto de que falta investimento do governo em estudo, que a solução é a educação, etc e tal. E apesar de concordar 500%, principalmente para os menos favorecidos, também acho que não vai ser o governo investindo e mudando o que for, que vai fazer com que um povo que não queira evoluir, que evolua, um povo que não queria se informar, melhorar, estudar, ler, adquirir argumentos, que queira sair de suas bolhas de mundo cuja a visão delas é a única correta. Isso também é investir em educação. Comece primeiro, não espere dos outros.

Isso não foi uma indireta pra ninguém, mas ouvi e li tanta coisa neste sentido nos últimos dias que me deu vontade de colocar pra fora…

Ps: não pensem vcs que não tenho meus momentos “Contigo” para ler futilidades da vida, mas qnd a coisa é séria eu tenho o maior cuidado de pensar e pesar antes de sair por aí dando minha opinião, e até pesquisar se for o caso, e se for no âmbito pessoal eu analiso se minha opinião foi requisitada.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s