O que já vi lá no Goiás

Antes que pensem que sou uma analfa completa, esse “no Goiás” é só um jeito carinhoso que muita gente daqui chama o estado. E já que por ora sou goiana falarei como eles.

Post de final de semana tem que ser livre, leve e solto né não? Então hoje vai ser um recheado de fotos pra vocês conhecerem um pouco o que já vi aqui no Goiás.

Num único dia, dois espetáculos.

Num único dia, dois espetáculos.

Goiânia

Embora eu não entenda certas perguntas sobre Goiânia, vale dizer que aqui é uma capital como qualquer outra, tem avenidas, tem shoppings, tem universidades, tem grandes supermercados, cinemas, shows, eventos… e não, não é o meio do mato, tem grandes edifícios, estádio e até aeroporto viu? Sério, tem gente que me pergunta se Goiânia tem isso tudo.

Uma das coisas que mais gosto aqui são as árvores. Muitas árvores. Muitos parques e muita área verde. É uma cidade super simpática e verde.

E a comida então? Meu Deus! Adoro tudo: galinhada, arroz com pequi, feijão tropeiro, pastel de carne com pequi, empadão goiano, pamonha… ah a pamonha, a melhor de todas. E tem pão de queijo, muita pimenta de cheiro e mandioca. Sim, influências da culinária mineira e nordestina, mas ainda assim com sua personalidade goiana. Ah e já comi por aqui excelentes pizzas, sorvetes, e outras coisas que a gente pensa só ter em Sampa.

Das cidades turísticas, vamos dizer que já conheço as mais próximas e óbvias, como Pirenópolis, Caldas Novas e Goiás Velho, mas sei que ainda tenho um mundão a explorar, cachoeiras pra me banhar, rios pra me refrescar e muito sol pra me queimar.

Sim, Goiânia e o Goiás como um todo são quentes. Muuuuuito quente. Certo dia eu comentava com uma amiga que neste meu primeiro ano por aqui eu divido as estações do ano mais ou menos assim:

– Outono: quente, com um fresquinho bem cedo e bem tarde da noite;
– Inverno: quente, com um fresquinho bem cedo e bem tarde da noite, e uma seca inacreditável;
– Primavera: quente, abafada, insuportável, calor dia e noite, e uma seca inacreditável;
– Verão: quente e chuvoso.

Nunca imaginei que o sol desaparecia no verão goiano. Claro que estou exagerando um pouco, mas fiquei besta com tantos dias cinzas, quando achei que seriam dias lindos. Na verdade o verão perfeito do goiano é o que os livros de geografia chamam de inverno. A seca fica propícia a visitar os lugares pra se banhar, visitar cachoeiras, e o tão esperado Rio Araguaia, que forma praias nesta época do ano, com uma faixa de areia considerável que só a grande seca poderia proporcionar. Vou tentar ir esse ano.

E falando em sol, posso te garantir, tirando um pouco o verão, ele é presença garantida nuns 300 dias do ano. Como o sol ama Goiânia, não sai nunquinha daqui.

Agora a questão do calor, todo mundo exagera um bocadinho, não sei se já fiquei acostumada e não ligo mais, mas não sou uma grande fã de sol e calor, e antes de vir vocês acreditam que esse era meu medo? Não me adaptar ao clima e sentir calor e leseira o tempo todo? Mas até que não, a temperatura aqui não oscila muito, de janeiro a janeiro você sentirá uma média de 30 graus, com picos de 34, 35, mas são raros até. Eu acho insuportável, o período de setembro e outubro, extremamente abafado e quente, nessa época do ano eu pensei seriamente em largar tudo e me enfiar num lugar bem gelado, tipo Vancouver. Foram dias insuportáveis.

E por incrível que pareça o único dia que passei frio aqui foi em janeiro. Sim, janeiro, um diazinho, o único que tive que ficar embrenhada em nossa manta de microfibra que carinhosamente chamamos de guaxinim durante um dia inteiro. Nada a ver, parece até história de pescador né?

Bom, história de pescador ou não, o fato é que falei demais para um sábado. Então, deleitem-se com algumas fotos do meu querido Goiás.

zoo

Zoo de Goiânia, baratinho pra entrar e fica no coração da cidade.

Pirenopolis

Pirenópolis e suas trocentas cachoeiras. Só conheci uma.

pequi_guari

Pequi e Guariroba, saiba que todo goiano é doido por esses dois alimentos. E a foto do pequi aberto pra te mostrar que não se deve morder MESMO ele.

parques

Essa é a cara de Goiânia. Muitos parques.

MauNenhum

Restaurante Mau Nenhum, além de charmoso tem as melhores comidas típicas.

cidades

Goiás Velho, Itumbiara e Trindade.

ceu

Esse céu só perde pro de Brasília, mas ainda assim não canso de olhar.

Até segunda com o post 11/24.

Deleite-se!

Anúncios
Esse post foi publicado em Falando de cidades, Projeto 24 posts, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O que já vi lá no Goiás

  1. Luciana disse:

    Lindíssimas fotos! Tao brasileiras! Adorei saber mais daí! Eu tenho vários amigos que moram em Goiânia (geólogos), mas todos so sabem falar das meninas bonitas, ninguém fala da cidade. :)

    Eu ja tentei gostar de pequi qdo trabalhei no Pará e uns colegas traziam daí, mas nao adianta, nao gosto. Nem de pamonha. Quer me matar? Mas adoro tropeiro, viu? :)

    E quer dizer que o calor insuportável ta chegando? Tadinha… Sei bem como é esse calor! Aproveita pra nadar muito, tenta criar uma rotina mais leve e abusar dos sucos. De repente vc encontra mais motivos pra gostar dessa época!

    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s