“Cachorro Vira-Lata*”

#ogiganteacordou #vemprarua #naosaoso20centavos #acordabrasil #changeBrazil

Fonte: Veja São Paulo

Fonte: Veja São Paulo

É interessante pensar que muitos brasileiros foram movidos pela mesma mola propulsora. Digo isso, porque antes mesmo das manifestações Brasil e mundo afora começarem, eu e o Le conversávamos quase todos os dias sobre política e questões sociais X a insatisfação do povo em geral. E sempre nos perguntávamos: “até quando?”

Aí chega a Copa das Confederações, que nos faz lembrar que logo chegará a Copa do Mundo também, e os números começam a subir, subir, subir.

– Ei, espera aí, e o povo? Quando nossas condições sociais começarão a subir, subir, subir?

Acho que a mola propulsora foi esse estrondo no ouvido de todos. A certeza de que muito pagamos, mas pouco colhemos. A mola veio na forma de transporte público, que trouxe à tona outros problemas que sempre nos revoltaram, mas pouco fizemos por eles.

– Fiquei satisfeita por saber que não eram apenas os membros da minha casa que estavam revoltados. Enfim, “o gigante acordou”.

Mas eu me pergunto: o gigante acordou ok, mas acordou pra voltar a dormir? Como aquela acordada no meio da madrugada depois de um pesadelo, e logo o alívio de que era apenas um sonho? Ou aquela acordada pra fazer xixi e no máximo tomar um copo d’água? Ou ainda, acordou para tomar banho, se arrumar, e ir à luta de verdade, como todos os dias fazemos com nossa vida em particular?

Fonte: Veja São Paulo

Fonte: Veja São Paulo

Mesmo sem um foco aparente nas manifestações, ou melhor, o foco era não ter foco, a gente via pairar sobre as pessoas uma necessidade gigante de gritar, de urrar, de fazer cartazes, de ser uma voz na multidão. Isso foi bem bacana, mas não pode ser sempre assim. Temos que saber o que queremos, quando queremos e de quem cobraremos. Temos que ter um foco.

Falo isso, porque vi diversos cartazes dizendo “fora Dilma” ou ainda manifestações contrárias aos partidos políticos.

– Sério mesmo que as pessoas acham que um impeachment é a solução?

Em primeiro lugar, sai a Dilma e entra seu vice, Michel Temer. Pronto, o país está a salvo. E todos os demais políticos que não têm feito seu trabalho com decência permanecem por lá, mandando e desmandando no Brasil. Políticos eleitos por você e por mim. Eles também fazem parte dessa máquina chamada Governo.

Nós brasileiros temos que esquecer aquela máxima que diz que “política, futebol e religião” não se discutem. Concordo que visões das quais o único objetivo seja te fazer engolir o lado do outro, não colam pra mim, mas temos sim que aprender a falar sobre política e questões sociais. Afinal, o que é feito no Congresso Nacional afeta diretamente a vida de cada brasileiro. Como não discutir isso? Como não se importar?

Quando alguém não se importa com política, por mais que diga que tal político ou tal partido político não te representa é uma visão no mínimo preguiçosa. Irritam-me pensamentos do tipo “não votei na Dilma”, num claro gesto de “estou lavando minhas mãos, agora se virem vocês que votaram nela”. Viver numa democracia não é isso. Alguém ganha, alguém perde, mas todos fazemos parte do mesmo Brasil. E temos que aprender a cobrar de quem foi eleito, e cobrar o que compete a cada cargo escolhido por nós: presidente, governador, prefeito, deputados, senadores e vereadores . Todos são eleitos por nós. Todos irão nos representar.

Fonte: Veja São Paulo

Fonte: Veja São Paulo

Como falei antes, um grupo que mostrou sua cara nas manifestações se mostrava contrário aos partidos políticos, todo e qualquer partido político. Visões idealistas com o pé no comunismo, socialismo e fascismo, que o mundo já nos mostrou bastante, têm como líder um ditador. E embora eu esteja totalmente insatisfeita com os políticos brasileiros e tenha a certeza de que muitos deles não me representam hoje, uma coisa eu sei, não quero uma ditadura. Quero continuar com meu direto de expressar minhas opiniões e de ir e vir quando quiser.

O que temos que aprender é a escolher melhor nossos políticos e a cobrar dos mesmos. E exercer nosso poder de fazer valer nossas vontades. Reunir grupos, frequentar manifestações, se interessar pelo social. Não acredito que uma visão egoísta traga boas coisas ao longo prazo. Afinal que país estaremos deixando às próximas gerações pensando num belo estilo “salve-se quem puder”?

Tem tanta coisa que eu queria ver diferente no Brasil, tanto país bacana que o Brasil poderia se espelhar para suas políticas. Não sei se é utopia, mas queria um Brasil onde independente do quanto se ganha, as pessoas possam confiar na saúde pública, possam usar o transporte público, e possam fazer suas coisas na rua com confiança e segurança, sem precisar se trancafiar em condomínios de muros altos. E mais do que isso, um país com educação, que se preocupa em transformar seus cidadãos em pessoas questionadoras e interessadas, que não aceitam algo só porque “deu na Globo”.

Fonte: Veja São Paulo

Fonte: Veja São Paulo

*Nelson Rodrigues dizia que o brasileiro sofre do “complexo do cachorro vira-lata”. Que em resumo é um complexo de inferioridade enorme. Então esse complexo parece sempre levar os brasileiros para afirmações de que nada mudará nunca, de que as coisas sempre serão assim e de que só o que é importado presta. E os políticos se aproveitam disso, gerindo bem porcamente os recursos da educação (e outros). Afinal, eles não querem pessoas que questionem seu trabalho, que coloquem o cérebro pra funcionar, eles querem pessoas que aceitem as coisas como são. E pra ninguém se revoltar eles aprovam bolsas e mais bolsas por aí, pra você ficar feliz por ter todos os dias o dinheiro do pãozinho e de um pedaço de carne por semana.

Eu sempre digo, o Brasil não precisa de mais dinheiro, nós temos uma das maiores arrecadações de impostos do planeta, o que precisa é exterminar um câncer chamado corrupção, que funciona como um ralo destampado, a diferença é que o ralo manda os excessos para o esgoto, virando sujeira e comida de rato, e os políticos mandam para paraísos fiscais. E com certeza não se alimentam como ratos, apesar de fazerem parte da mesma espécie.

Aí vem alguém e diz: “quem me dera ter tamanha mordomia”.

E olha que engraçado, pra não dizer trágico. O político é na verdade você. Você mesmo, pessoa corruptível, que está sempre se vangloriando do “jeitinho brasileiro”, que nunca é usado para algo bom, mas para mostrar como burlar as coisas, desde furar uma fila até sonegar impostos. Como exigir o fim da corrupção se nós todos somos corruptos em algum grau ou outro?

E o pior, ninguém é preso neste país por praticar crime do colarinho branco. Pois é, o país da corrupção é também o país da impunidade. Triste realidade essa nossa.

Falei demais, eu sei, nem vai ter receita hoje. Mas essa coisa toda de falar sobre política acendeu em mim uma vontade de fazer isso virar rotina. Então, aproveitando que tenho um blog, e que ½ dúzia de pessoas o leem talvez encontrem mais assuntos do tipo por aqui. Não vou defender bandeira alguma, partido político algum, mas apenas abrir a discussão com vocês.

Vamos falar mais de Brasil e levar essa discussão adiante? Vamos acordar mesmo? Tá disposto?

Fonte: Veja São Paulo

Fonte: Veja São Paulo

E antes de encerrar, eu separei alguns links bem interessantes sobre os principais assuntos mencionados nas manifestações. Leia, veja os vídeos e se quiser comentar  fique a vontade:

  • Previsão de custos com a Copa do Mundo está em R$ 28 BILHÕES; e para comparação tem essa outra matéria que fala dos Jogos Pan-americanos do Rio terem estourado o orçamento em 684%, e dos gastos com a Copa da Alemanha de 2006 (US$ 6 bi) e África do Sul (US$ 8 bi);
  • Estimativa é de que a FIFA lucre R$ 10 BILHÕES com a Copa de 2014 (36% a mais do o mundial da África do Sul em 2010 e 110% a mais do que o mundial da Alemanha em 2006);
  • Documento que mostra o Balanço da Copa 2014 (arquivo PDF com as obras detalhadas por cidade-sede);
  • Portal da Transparência do Governo Federal, por lá vocês encontram todos os gastos com programas como Bolsa Família, pagamentos a funcionários, receitas por cada Ministério, repasses aos governos estaduais e municipais, enfim, mostra como o dinheiro público federal é gasto;
  • Visão contra a PEC 37 – Procurador Geral da Justiça (CE) – Ricardo Machado (claramente Jô Soares se mostra incomodado com a visão do procurador, mas vale assistir);
  • Visão a favor da PEC 37 – Jurista brasileiro – Ives Gandra Martins defende seu ponto de vista para aprovação da PEC 37 (e Jô Soares parece concordar);
  • Metáfora excelente sobre o fato do Gigante ter acordado: “O gigante foi criado a leite com pera e Ovomaltine na geladeira”;
  • Sexta-feira (21/06), houve uma blogagem coletiva do universo materno e eu recomendo pra vocês a leitura de duas blogueiras em particular: “O Brasil acordou: protesto materno” do blog Botõezinhos e “Blogagem Coletiva: #protestomaterno Mães unidas por um Brasil melhor” do blog Baianos no Polo Norte.

Até quinta com o post 9/24

Deleite-se! E acorde!

Anúncios
Esse post foi publicado em Momento Social, Projeto 24 posts. Bookmark o link permanente.

13 respostas para “Cachorro Vira-Lata*”

  1. Ana disse:

    Tati, perfeito. Falou tudo que eu sentia nesses dias e não tinha coragem de falar porque sabia que a galera que foi pras ruas ia me jogar tomates. Porque parecia que tava mais um oba-oba sem sentido do que algo que fosse realmente trazer soluções pros problemas do Brasil. Só reclamar não adianta. Tinha era que ser mais consciente na hora de votar, né não? E aí tem outro problema, porque eu acho que tem muito político honesto, mas ele acaba sendo vencido pela maioria não honesta. É como nós, meros cidadãos. Aqueles que não adotam o “jeitinho brasileiro” se sentem otários porque sempre o espertinho acaba conseguindo o que quer. Não tem cobrança, não tem punição para quem não anda na lei. E falo das coisas mais simples, como o trânsito por exemplo. Se tu tá na na fila pra virar a esquerda, e vem um engraçadinho te cortando pela direita pra entrar na tua frente. Você estava correto, justo. E o outro acaba se dando bem na tua cara. Acho que isso acontece com os bons políticos em um outro grau… Infelizmente.

    Enfim, o buraco é bem mais embaixo. E me entristece. Por essas e outras eu me mandei daí. Porque se o Estado não cuida de mim como deveria, eu vou fazer o que posso por mim mesma, pela minha família. É egoísta? Talvez. Se o país não estivesse do jeito que está, eu não teria adotado essa linha do “salve-se quem puder.” Triste, viu?

    • Pois é Ana, logo de cara não conseguia condensar tudo o que achava, pq primeiro queria ver onde isso tudo ia dar. E se ia dar em alguma coisa.
      Vale destacar que eu apoio totalmente as manifestações, MAS O QUE NÃO PODE É QUE SEJA SEMPRE ASSIM, sem foco, tipo oba oba mesmo. Pq assim dá margem pra ouvirmos um pronunciamento da Dilma do mesmo jeito, sem foco. Com promessas vazias sabe? Que foi o que houve.
      Aqui em Goiânia a gente vê muito isso no trânsito, o povo é totalmente sem noção, e desrespeita todas as leis possíveis de trânsito, e tudo isso pq? IMPUNIDADE. Não tem um merda de um “CET” em canto nenhum. E com certeza a cultura do “me dei bem” enraizada nas pessoas. Isso faz meu sangue subir. Nossa.
      Eu imagino que vc e outros expatriados tenham vazado em grande parte por esses motivos, e não condeno de jeito nenhum, pq o troço a curto prazo parece não ter solução, e família não espera não é?
      Beijos. Obrigada pelo comentário.

  2. Livi Souza (Baianos no Polo Norte) disse:

    Tati excelente!!!! Infelizmente acho que só acordou para fazer xixi viu? Coloquei exatamente essa frase na minha página pessoal do face sobre os protestos (o anarquista ideologista do marido pira comigo). Uns podem achar que é pessimismo meu mas é apenas desilusão. Desilusão de quem precisou deixar o país e a família em busca de algo melhor, desilusão de quem compara dois mundos e conclui que o Brasil tem quase tudo que precisa para ser melhor e não é e desilusão de ver que o maior problema do Brasil é o brasileiro e sua cultura do ” levar vantagem em tudo”. Enfim já falei lá no meu post. Muito obrigado pela indicação, fiquei até besta ontem quando eu vi. Quem? Eu? Algumas linhas abaixo do Jô Soares! OMG! :-) Bjs

    • Pois é, vou dizer que essas manifestações me deram uma boa injeção de ânimo, pq também estava desiludida.
      Essa coisa de levar vantagem é uma visão de curto prazo, o brasileiro não acredita que sendo diferente, mais honesto, o que iremos colher a longo prazo é muito melhor. Infelizmente. E talvez isso leve décadas para começarmos a ver uma mudança, mas ela tem que começar agora.
      Não precisa agradecer, imagina, eu curti o seu texto pq acho bacana os brasileiros verem também o ponto de vista de quem está de fora. Aliás, preciso colocar um comentário oficial por lá. :)
      Beijos.

  3. Livi Souza (Baianos no Polo Norte) disse:

    Ah e a receita podia ter sido picadinho de corrupto hahaha

  4. Helena disse:

    Voce tem razão em todos os pontos que coloca, porém há que se levar em conta que os brasileiros não tem historico de manifestações, então quando o país leva mais de 1 milhão de pessoas para as ruas, eu penso que não importa o que cada um reivindica, pois estamos dizendo que queremos mudanças imediatas, queremos que os políticos não fiquem mais impunes quando pegam dinheiro dos cofres públicos, e, principalmente esses políticos parem de trocar votos no congresso por cargos nas empresas estatais, isso é o pior que acontece na política, isso faz com que nós não tenhamos voz no congresso. Mas quando saímos às ruas ficou claro, mesmo cada um tendo lutado por determinadas causas, ficou claro que estamos cansados disso tudo, há que se mudar o mais urgente possível e os políticos demoraram duas semanas para perceber a extensão do movimento, parece que agora estão tentando mostrar que buscam soluções, mas me parece que ainda são palavras ditas ao vento, pois acho que o plebiscito que estão falando é so pra ganhar tempo, e ver se a população para e esquece como sempre fez.

    • Adorei o comentário Lena, CONCORDO 100%!!!
      Eu achei bem bacana MESMO as manifestações, e desejo que o despertar tenha sido pra ir à luta e não apenas “fazer xixi”.
      Podemos não ter um histórico de manifestações, pq temos o histórico da preguiça, do “deixa pra depois”, do “não quero nem ouvir falar de política”, “é tudo igual”, “o importante sou eu, o meu”, essas coisas, um pouco esse troço do cachorro vira-lata sabe?
      E DESEJO QUE ISSO VIRE UMA CONSTANTE NAS PESSOAS. Que o desejo por mudanças seja constante, que não cansemos de lutar, nem que tenhamos que passar os próximos 10 anos indo às ruas. E cobrar dos políticos o que compete a casa um deles.
      Já colhemos frutos! PEC 37 já era e Transporte Público voltou ao preço antigo. Viva.
      Beijoooooo.

  5. Ana Paula disse:

    Oi Tati, então demorei para responder, por que esse é um assunto que mexe comigo! Li no face o seguinte: O Gigante Acordou, agora só falta levantar, tomar banho e ir para escola. Acredito que educação é tudo, e desde de governos mais remotos nossa educação vem sendo sucateada. Desde de Getulio Vargas, onde tinhamos como os antigo costumam dizer, uma escola de qualidade, a educação já era manipulada e conduzida das formas mais terriveis possiveis, mas eram tempos de ditadura não vamos falar disso. Fiquei impressionada, com a vontade de povo de mudança, começou com a passagem, mas com certeza não era só isso, Conseguimos, a passagem voltou ao antigo valor. Mas se me pergutarem, você ficou feliz? Digo não! Me senti da mesma forma que trato meu filho de 3 anos, você não pode comer doce antes do almoço, mas se ele gritar, esperniar, tá um docinho pode! A cara de pau de nosso prefeito e governador, dizendo: vamos voltar a tarifa para o preço normal, é vergonhoso! Então pq aumentou? Isso é falta de planejamento, e desculpem o tom: é colocar o povo de quatro e tomem, eles aceitam, não falam nd. Mas o povo falou, agora é brigar pela educação e pela saúde, esse na minha opinião precisa ser o nosso foco. O povo não quer mais ficar parado, olhando bestializado, as coisas acontecerem. Muitos se falam da copa, da construção dos estágios…não sou contra, mas não dá para aceitar gasta tanto dinheiro assim….

    • E o pronunciamento da presidenta? Totalmente sem foco, e sem compromisso? Óbvio que não é tudo que depende dela, e precisamos aprender a cobrar também do restante que elegemos. Mas até agora só nos deram cala-boca.
      Quando eu foco tanto na corrupção é pq é ali que está o maior problema, temos verba PRA TUDO, mas elas são desviadas e nada é feito, e ninguém é punido, assim educação, saúde, segurança e tudo o que é necessário e pagamos por isso, fica sucateado. Eu acho que a limpa tem que começar por aí. Punir de verdade os crimes de colarinho branco. Quando isso acontecer neguinho vai se cagar de medo de fazer algo errado, pq será punido como qualquer bandido. E aí administrará melhor os recursos públicos. E outra coisa, salário de parlamentar tem que ser baseado em salário mínimo, os caras têm que estar lá pq querem mudar algo e não pra enriquecer. Onde já se viu país que parlamentares são milionários e o povo a pão e água?!?! Sem moradia?!?! Sem saúde?!?! E o cara vai se tratar no Sírio Libanês qnd tem uma diarreia?!?!
      Nojoooooooooooooooo

  6. Ana Paula disse:

    E mais um pouco….Tenho uma amiga que próximo das eleições, me dizia, vamos votar nulo, mas isso me incomadava, não consigo…Mesmo vindo de uma geração que foi do Céu ao inferno em 8 anos. Votei no Lula sim, esperava (doce ilusão) a voz do povo no poder. E o que tivemos, a robalheira mas escancarada de todos os tempos. Não que isso já não acontecia, no governo FHC, é que o cara é um intelectuava, roubaca com finesse. O poder corrompe, mesmo! Votei na Dilma, por que, por mais iludida no PT, não volto em partido, voto em pessoas, acreditava que aquela mulher tinha garra, não ia se deixar levar. Ainda não tenho uma opinião formada sobre ele, mas concordo, não era hora de pensar em tira-lá. É hora de cobrar, colocar contra parde! Vaiar se for preciso! rs

    • Pouco me importa partido sabe? Também analiso candidatos e vou te falar que mesmo não tendo votado no Lula eu fiquei emocionada com sua eleição, enfim alguém do povo havia sido ouvido… DOCE DESILUSÃO!!! Meus Deus, o cara fez tudo exatamente como sempre fizeram, com a diferença de formalizar a esmola, através das bolsas e mais bolsas. E olha, vou te mandar um estudo que analisa a corrupção, o mensalão do tucano foi ainda pior, pelo menos pelo o que sabem comparando com o do PT né? TUDO FDP DO MESMO SACO. TUDO.
      Pq? Pq nessa merda não tem punição ALGUMA. Os caras riem na nossa cara, roubam nosso dinheiro e estão lá no Congresso.
      Impeachmant não é a solução, se fosse assim, era melhor um golpe de estado pra tirar todos de uma vez, pq o poder está todo infectado.
      E também não concordo com voto nulo, pq ele não impede uma eleição, seja o número que for, e eu não quero ser representada pela minoria (que acaba virando maioria, pq o povo joga seu voto no lixo). Vou fazer um post qlq dia desses por aqui sobre este assunto.
      Nojooooooooooooo 2

  7. Pingback: O que vi da vida sem Facebook | Deleite da Vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s