Coisas que você não sabe (talvez) sobre mim…

Hoje tem o melhor bolo de banana de todos os tempos. E é integral!!!

O post programado pra hoje, nesta maratona dia sim dia não, era outro, mas mudei de ideia, afinal hoje é sábado, dia de ler revista, ver TV, arrumar a casa, passar roupa, namorar, passear, ver o jogo do Brasil, sei lá, dia pra fazer muita coisa e ao mesmo tempo nada. Portanto, o post de hoje é bem leve… e recheado de curiosidades sobre mim. Ou não. Talvez você já saiba ou tenha notado algumas delas.

Me inspirei num post da Ana do blog Colorida Vida que li há pouco tempo. Achei interessante e fiquei com vontade de fazer algo parecido um dia. E será hoje.

Então lá vai, coisas que você não sabe (talvez) sobre mim… não numerei, mas me dei um tempo de uma hora pra pensar e escrever. E aqui vão elas:

1. Eu não gosto de dormir descoberta.
Pode estar um calor de 40 graus, mas pelo menos um lençolzinho básico eu preciso jogar no corpo, me dá um certo aconchego sabe? E tem uma coisa engraçada sobre esse negócio de se cobrir, bem no estilo, as “mulheres são de Vênus e os homens de Marte”, sabe? Eu odeio cobrir a cabeça, o Le dorme parecendo uma múmia; quando um lençol me satisfaz, o Le precisa de uma colcha mais grossinha, quando uma colcha está de bom tamanho pra mim, o Le precisa de edredom… e por aí vai. Às vezes uma guerra surge na cama.

2. Dormindo com Astolfo.
O Le encrenca com o pobre do Astolfo e quer ele bem longe da cama, mas a verdade é que tem dia que eu adoro dormir agarradinha com ele. Será que não tive infância suficiente?

Como resistir a essa fuça?

Como resistir a essa fuça?

3. Com a corda toda.
Comigo não tem essa de “eu só funciono a tarde, ou depois das dez”, quando eu acordo é pra valer. Se deixar saio falando igual uma matraca. Foi difícil aceitar que o marido é totalmente o oposto disso, então espero até as nove pra começar meu conversê. Ah nem sempre, confesso.

4. Marcada para sempre.
Nem deve ser novidade né? Afinal, quase todo mundo tem tatuagem hoje em dia. A minha é essa gérbera com a borboletinha. E embora alguns pensem que são duas, eu conto como apenas uma, pois é um conjunto. Acho que fiz em 2007 e antes de fazê-la achei que teria várias, mas estou satisfeita com essa filha única.

– Hummm. Confesso estar pensando em fazer outra, bem pequena e pretinha.

TattooTati_Flor

5. Tenho orelha de abano.
Ai gente, minha mãe fala que nasci com a orelha completamente dobrada, então é um milagre ela ser abano de leve. Graças as faixas que ela colocava nas minhas orelhas. Além disso elas são grandes (só pra completar o pacote!). Na adolescência eu não mostrava as orelhas nem a pau, morria de vergonha. Hoje já não ligo tanto, mas percebo que quando faço um penteado por exemplo, fico tentando esconder as coitadas. Força do hábito.

E quer ouvir uma coisa engraçada? Ou trágica? O Le também tem as orelhas assim. Sempre falamos que não temos ideia se teremos filho ou filha, mas uma coisa é certa, terá grandes orelhas, e se forem de abano talvez até facilitem na hora do parto, bastará a criança saber batê-las! hahahaha. Somos maus até com nossos futuros filhos. Que dó.

6. Sou quatro olho.
Aqui eu até combino com a Ana, mas meu problema é outro. Sou do grupo dos míopes e não tem nem 6 meses que estou usando óculos.

Antigamente eu me gabava de ter vistas excelentes, enxergava de longe perfeitamente e ainda fazia média. Nunca pensei que isso mudaria. Até que há um ano eu notei que estava enxergando tudo embaçado, mas achei que fosse uma alergia, porque estava com uma forte secreção. Na hora do teste eu quase chorei quando o Dr. colocou as letrinhas, e eu não entendi nada. Quando colocou a lente eu desandei a rir de nervoso, imaginando que teria uns 5 graus de alguma coisa.

No final era apenas 0,5 grau, e por causa disso o uso dos óculos é opcional. Só que a diferença é absurda pra mim, então pra ver TV, ir ao supermercado, andar de carro, enfim tudo o que envolve muita coisa a ser vista de uma vez e de longe, eu prefiro estar de óculos. Muito melhor.

Aqui duas novidades: os óculos e os cabelos lisos! Em dia de corte, pode.

Aqui duas novidades: os óculos e os cabelos lisos! Em dia de corte, pode.

7. Já fui atropelada.
Momento “todas morre de dó da Tati”! Mas não foi nada grave, embora eu fosse bem pequena (uns 8 anos) e minha mãe não ter pensado isso. Não quebrei nada, só o Fusquinha Azul do atropelador mesmo. Não lembro de absolutamente nada, só de já estar no hospital e todo mundo dizendo para eu não dormir. Fiquei com um belo ralado na nádega e no joelho, um super roxo entre os olhos e a bochecha, e com o miolo mole. Sério, o topo da minha cabeça ficou bem mole onde foi a pancada mais forte, o sangue escorreu para o ouvido e fiquei uma semana só escutando um zumbido, que não era nada demais, mas um belo coágulo que doeu um bocado pra ser tirado pelo otorrino.

– Entenderam agora por que não bato bem da cachola?

8. Não dirijo.
Ah gente, já falei disso e continuo na mesma. Sou uma cagona mesmo. 10 anos de habilitação e nada. Só que deste ano eu não escapo. Nossa vida aqui em Goiânia tá tomando um rumo novo e eu vou precisar começar a dirigir, e provavelmente a comprar um carro. Pronto, achei a motivação que precisava.

9. Tenho as pernas tortas.
Nossa, falar disso é bem difícil pra mim. Já tive muuuuuuita vergonha de ter as pernas assim e mostrá-las, mas hoje vejo que isso já não é tão tabu assim, afinal uso roupas curtas e mostro as perninhas arqueadas que tenho (muito comum em mulheres japonesas, não sei se vocês já notaram, mas como é um problema que tenho, foi algo que percebi em Vancouver).

E sabe o que acabei de descobrir? Tem um montão de mulher linda e famosa com as pernas iguais as minhas!!! Qualquer dia mostro elas pra vocês, seria um passo e tanto pra acabar com esse trauma. Um dia. Prometo.

10. Converso durante a escovação.
O Le O D E I A esse hábito. E eu, cara de pau que sou, ainda digo: “o dia que eu morrer você vai perceber que ninguém mais faria algo assim, e vai sentir uma puta saudade”. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Pausa pra respirar.

Então, eu acho a hora de escovar os dentes o momento mais entediante do dia, e eu demoro pra caramba, então preciso botar o papo em dia durante esse momento. Não me julguem.

Pronto, 10 é um bom número. Mês do meu aniversário. Nota boa na escola.

Tem um montão de coisas que vão pingando aqui na minha cabeça e eu queria contar, mas hoje é sábado né? Bora fazer outra coisa? Talvez o melhor bolo de banana de todos os tempos? Heim? Heim? Heim? Topa?

Bolo Integral de Banana

Muito louco isso, mas a receita veio diretamente do meu amado Canadá, pra ser mais exata da Lu do blog Nicolilando por aí e ilustradora da LaLeLiLoLu Studios.

Esse bolo é macio, leve, pouco doce (adoro) , INTEGRAL, e  impossível comer um só pedaço. Ele vicia, portanto só o faça se estiver plenamente certo disso. Depois não diga que não avisei.

DSC09549

Queria um agora, mas não tenho bananas! :(

Ingredientes: 5 bananas grandes e maduras (eu uso prata) – 3 ovos inteiros – 2 colheres (sopa) de manteiga – 1 colher (chá) de canela  – 3/4 de xícara de açúcar mascavo – 1 xícara de farinha de trigo integral – 1 colher (chá) de fermento – 1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio. Opcionais: castanha do Pará, chips de chocolate, uva passa, nozes e o que mais quiser arriscar. Forma: de pão de forma (ou bolo inglês).

Modo de fazer: coloque no liquidificador 3 bananas, os ovos, a manteiga, a canela e o açúcar mascavo. Bata até ficar uniforme. Aqui o cheiro é uma coisa de louco, dá vontade de comer assim mesmo, mas calma, ainda faltam os outros ingredientes; passe a mistura do liquidificador para uma tigela e coloque a farinha de trigo, o fermento e o bicarbonato. Mexa até incorporar. Depois corte as 2 bananas restantes em rodelas de 1cm mais ou menos e misture à massa. Nessa hora coloque os opcionais. Coloque a mistura numa forma para bolo inglês (ou pão de forma, dá na mesma), untada, e leve ao forno pré-aquecido. Em 40 minutos ou até ficar sequinho estará pronto. Faça um café e deixe o cheiro invadir sua casa. Comer ele morno é uma delíciaaaaaaaaaaaa.

Eu já fiz só com banana + uva passa, e bananas + uva passa + castanha do Pará. Ambas as versões ficaram deliciosas.

Corre pra fazer! Esse bolo é sem culpa total, com ingredientes integrais e super saudável com o uso do açúcar mascavo. Se quiser arrasar de vez faça com ingredientes orgânicos. Aí você terá um bolo sustentável. E olha a cor dele!!!

DSC09543

Amooooooooooooo. Parece de chocolate.

Taí a 11ª coisa que você não sabe sobre mim: Depois de quatro versões, esse foi eleitocomo o melhor bolo de banana de todos os tempos.

Até segunda com o post 4/24.

Deleite-se!

Anúncios
Esse post foi publicado em Falando de mim, Projeto 24 posts, Receitas de Bolo. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Coisas que você não sabe (talvez) sobre mim…

  1. Pingback: No mundo da lua… | Deleite da Vida

  2. Pingback: O centenário do blog | Deleite da Vida

  3. Pingback: O que vi da vida sem Facebook | Deleite da Vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s