Até breve downtown

26 de fevereiro de 2010, sexta-feira

Dia 29/30 (dia dos vídeos)

Assim como no susto da chegada, a cidade veio se despedir de mim com um dia típico do inverno de Vancouver, cinza, chuvoso, tristonho. E pra não esquecer nunca mais aquela rotina gostosa de estudante eu filmei um bocadinho do início do meu último dia rumo a downtown. Até do Skytrain eu guardei uma recordação (adorava aquela voz). E vejam que eu não menti ao dizer que perdia o ônibus todos os dias.

Na casa ao lado que eu mostrei no vídeo morava um casal grunge bem doidão, ele tinha cabelos com dreadlocks enormes e o dela era roxo. Eu devo ter visto eles umas duas vezes e logo que cheguei. Achei um barato porque me fizeram lembrar minha adolescência, quando curtia Nirvana, Alice in Chains e Pearl Jam, bandas de Seattle (vizinha de Vancouver), todas grunges assim como eles.

Como falei no vídeo eu fui à missa (primeira vez em Van). Tirar um pouquinho da culpa por ter esquecido o início da Quaresma e agradecer a Deus pela viagem espetacular. E também pra saber como seria uma missa em inglês…

B O I E I. Com todas as letras. Não entendi bulhufas, o padre falava pra dentro e baixo, as pessoas (uma meia dúzia) mais ainda. Tentei acompanhar pelo folheto, mas achei bem difícil, não sabia ao certo onde começava e terminava uma coisa. Mesmo assim valeu a intenção. Um momento na casa de Deus, mesmo que mais parecendo numa Torre de Babel é sempre proveitoso.

(A igreja se chama Holy Rosary Cathedral e fica na Richards. Tenho a impressão de que já vi aquela igreja em algum filme. Ela é bem bonita e imponente por fora – tenho fotos aqui).

Continuando minha sexta-feira…

No dia anterior, Alicia nos disse que poderíamos escolher o que fazer na sexta-feira, como nosso último encontro. Ela deu algumas opções, que não me lembro, mas altamente recomendou que fôssemos tomar um brunch (café da manhã mais reforçado) na região de  Kitsilano Beach.

Fomos de ônibus e até hoje me lembro da tensão de Alicia, com medo de que não encontrássemos uma mesa (algo comum em tempos de olimpíadas), e da animação da galera. Parecia que ali começavam férias, mas que nada, pra quem fosse continuar a estudar, já na segunda recomeçaria a dura rotina de estudos. Só que agora com novos professores, colegas e histórias… pra eles contarem.

DSC01550

communication_Amir

Nem vou dizer que adorei meu café da manhã (fã de ovos e bacon que sou)! E se naquele momento eu já conhecesse os deliciosos ovos beneditinos tinha pedido os meus com a gema mole (adoro).

Foi uma manhã deliciosa, cheia de histórias engraçadas, fotos daqui, fotos dali, Alicia com os olhos vidrados na TV para ver as olimpíadas. E muitas risadas. Se eu parar agora pra voltar o pensamento naquela manhã, me vejo claramente sentada com esses amigos, conversando sobre o que comiam no café da manhã em seus países…

O que nos tornou assim tão próximos foi o fato de que todos daquela turma haviam chegado em Vancouver na mesma época, então fomos uns dos outros as primeiras referências de amigos de uma jornada que não se esquece. Só me dei conta disso já de volta ao Brasil conversando com os que ficaram pra trás pelo Facebook.

Aquela turma foi a primeira de todos nós. E a única durante as olimpíadas. Difícil de esquecer né não?

DSC01551

Vancouver2_DAy29

Vancouver_Day29

Lembro até hoje do tchauzinho em cada um dos amigos da aula de comunicação na sede da ILSC. Como a maioria ali continuaria em Vancouver ninguém quis fazer nada demais, pra eles era apenas mais uma sexta-feira de muitas que ainda teriam pela frente. Nessa hora o coração deu uma boa apertada. Sensação estranha de que nunca mais os veria novamente.

É bom destacar que até hoje, nem que seja uma palavrinha por ano, ou a cada seis meses, ainda converso com amigos como Amir, Nina, Azusa, Clemént e Fukumi. Alicia, Tanan, Thalita e Bruna nem se fala, já são quase da família, apesar de nunca mais termos nos visto. Quem sabe um dia? Ia adorar revê-los.

Então assim, pra grande maioria era uma sexta-feira qualquer, mas não pra mim. Essa era a última delas. Peguei a Bruna e a Talita (bichinha arretada de Recife) e mesmo sendo um dia chuvoso, foi curtido do início ao fim quase que literalmente. Saí sete e pouco da manhã e cheguei já passava das onze da noite. Uma das poucas vezes que cheguei tão tarde em casa. E as meninas foram umas fofas, me disseram que fariam o que eu escolhesse para aquele dia e embarcariam também.

Andamos, pra não perder o costume, ali pela Robson, Richards e Granville mesmo. A sexta-feira estava totalmente olímpica, com filas de guarda-chuva para entrar em qualquer lugar. Paramos na Robson Square e vimos um showzinho na pista de patinação no gelo. O lugar estava cheio de famílias e crianças. Uma delícia. E por incrível que pareça a chuva estava meio forte. Então paramos tanto pra assistir quanto pra se abrigar e decidir qual o próximo destino. Que eu decidi ser o Stanley Park (não conseguia passar uma semana sem dar um pulo lá).

Agora eu te pergunto, como pode uma “simples” chuva transformar tanto um lugar? Parecia que ele estava emburrado, parado, triste. Me dando adeus.

– Não fica chateado Stanley Park! Um dia eu volto, mas me prometa sol ok?

Eu queria andar de bicicleta por lá, mas com aquele tempo, sem chance. A Bruna havia feito um passeio delicioso de bike e me deixou com água na boca, mas isso também ficaria pra próxima. Então, pra não perder o jeito, andamos, andamos, andamos e andamos.

Vocês lembram que eu comentei não ter comprado um guarda-chuva né? Nesse dia eu precisaria de um, mas minha touca de esquimó deu uma boa segurada. E pra fazer charme e registrar o momento, tenho uma única foto com guarda-chuva (emprestado) em Raincouver.

DSC01614

DSC01599

DSC01607

Foto para registrar uma frustração. Lá ao fundo, ligando o Stanley Park a North Vancouver está a Lions Gate Bridge. O máximo que cheguei dela foi nesta distância para tirar uma foto. Na próxima eu faço uma foto mais perto e se Deus quiser com tempo aberto.

DSC01617

Se no inverno eu já pirava nessa mistura de cores, imagina no verão, e no outono?

Hora de dizer bye bye Stanley Park.

Não lembro como, nem em que momento fomos parar num cafeteria, mortas de fome e desesperadas por um lugar. Downtown estava simplesmente em sua lotação máxima. Era noite de hockey masculino. E o Canadá disputava uma vaga na grande final. Pensa no Brasil num dia de jogo da seleção brasileira. Ruas vazias e bares lotados. Pelo menos conseguimos sentar no balcão mesmo e comer alguma coisa. Até que alguém conseguiu uma mesa pra gente acompanhar o jogo que estava tranquilo, e quase matou a todas nós do coração quando o adversário (Eslováquia – thanks Google) fez dois gols bem no finalzinho com o Canadá ganhando de 3!!! Naquele momento já éramos as próprias canadenses torcendo e se contorcendo na cadeira. Quando o jogo acabou, todos na cafeteria aplaudiram, sorriram e seguiram suas vidas. Porém, os mais animados, como nós, lotaram as ruas da cidade, com gritos de “Go Canada Go”, abraços e Yes seguidos de gestos como “toca aí” em conhecidos e desconhecidos.

Veja como foi:

Depois da festa pelas ruas eu quis ver a tocha olímpica. Muitos fizeram o mesmo. Vancouver estava numa alegria contagiante. Faltava pouco para os jogos acabarem, apenas dois dias. E todos ali pareciam felizes e gratos com aquelas duas semanas de conquistas, superações e emoções. Mal sabiam eles que o mesmo se passava ali dentro de mim e o quanto eu estava grata por seu país. Eu ainda tinha algumas horas na cidade, mas foi ali, diante do fogo olímpico que eu encerrei a minha jornada.

No vídeo a seguir, as imagens da última caminhada por downtown.

E ao fechar da porta do Skytrain vi a Bruna pela última vez. Nó na garganta.

Até breve amigos.

Continua…

PS: se não entender muito bem esse post, comece lendo pelo dia 29/01 ”Realizando um Sonho” e vem comigo pelos próximos dias.
Anúncios
Esse post foi publicado em Vancouver e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Até breve downtown

  1. Bruna disse:

    kkkkkkk Eu de intrusa na última parte do vídeo gritando “Go canada go” foi a quebrada perfeita pra tristeza que esse post dá só de lembrar de tudo. Ri litros!
    Dia especial, com sensação de despedida do começo ao fim, não é amiga?
    Ai ai, esse seu jeito gostoso de escrever sempre me judiando. Pude sentir tudo outra vez!
    Obrigadíssima por esse deleite que você me proporcionou, e fico no aguardo do ultimo post! =(

    • Bruna, vc é uma mala que eu tive que carregar nesse mês e ainda assim atrapalhou meu vídeo! Hahaha… brincadeira!!! Sem vc Vancouver não teria a mesma graça. Sem vc tentando me fazer a todo custo comprar algo. Lembra daquela minha bolsa horrorosa?
      Eu me lembro de tanta coisa que ficou de fora, por serem assuntos picados sabe? Estou quase fazendo um post “por trás das câmeras” com essas lembranças soltas! Rsrs
      Muito obrigada por me acompanhar nesta e naquela jornada. O post de amanhã ainda não foi escrito, mas tirando por base o de hoje, que me fez chorar um bocadinho… quero nem ver! Rsrs
      Beijão.

      • Bruna disse:

        Ai Tati, que vergonha de mim!!!!!
        Lembro da sua bolsa sim! E depois de você feliz e sem graça ao mesmo tempo pela bolsa azul de florzinhs rosas, bem high school que você comprou pra substituir! hahaha
        Adorei a ideia do “por trás das câmeras” seria um bom post pra rir depois da tristeza de saudade que fica.
        Já separei o lencinho pro post de hoje. Beijocas!

      • Bruuuu, eu amo aquela mochila. No começo estranhei mesmo, mas a uso até hoje. E acredita que todo mundo que vê gosta dela? Mochila que abre portas! hahaha

        Acabei de postar o último. E como foi em 2010 só posso dizer que passou rápido demais. :(

        Bjocas

  2. Luciana disse:

    Nossa, que triste…

    Muito bacana os videos, Tati. Mas depois desse post até EU fiquei com saudades daqui! hahahahah

    Beijos! E rumo ao ultimo da série!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s