A Amazônia fica no Canadá?!?!

Só uma bitoquinha vai?

Só uma bitoquinha vai?

7 de fevereiro de 2010, domingo

Dia 10/30 (já?!?!)

Apesar da jornada em Victoria ter sido puxada, existe uma coisa que nenhum estudante-de-intercâmbio-de-um-mês pode se dar ao luxo: desperdiçar os finais de semana; não fazer nada no final de semana; ficar cansado no final de semana. Seja lá como queria chamar. Não pode de jeito nenhum.

Sendo assim, lá estava eu no domingão pra fazer alguma coisa. Mesmo com tanto pique de sua devota, São Pedro Canadense nem ligou, mandou um dia gelado, cinza, chuvoso, que faria qualquer um passar o dia todinho debaixo das cobertas. Mas eu não era qualquer uma né? Então passei uma parte da manhã com minha família Filipina, que aos domingos fazia aquele café da manhã especial que já comentei, com ovos, bacon , panquecas e muito bate-papo. Todo domingo era assim. Provavelmente papeamos sobre o Brasil. Romy se mostrava sempre muito interessado, queria saber da minha vida profissional e pessoal, da economia brasileira, etc. Ele não era o tipo que sabia da famosa tríade carnaval, futebol e Rio de Janeiro, mas sabia que o Brasil era um país promissor.

Falando em futebol, ele tão pouco conhecia, que ficou surpreso quando eu disse que depois da copa do mundo na África do Sul (que aconteceria aquele ano), a próxima seria no Brasil, e que era um acontecimento gigante para todos nós, tipo as Olimpíadas de Inverno pra eles, que pegávamos folga e tudo mais nos dias de jogos da Seleção, que o país parava, mas ele não sabia de uma nem de outra copa. Choque cultural de leve.

"Um dia frio. Um bom lugar pra ler um livro..." Só que não pra mim... rs

“Um dia frio. Um bom lugar pra ler um livro…” Só que não pra mim… rs

Pela foto que tirei no ônibus eu estava com preguiça mesmo, pois saí às 11h da manhã pra encontrar a Bruna e mais uma galerinha que estudava comigo na ILSC, a gente ia decidir lá em frente a escola o que fazer, porque era aniversário de um rapaz que estudava com a gente.

Pausa para um parênteses: neste dia eu tirei uma foto fofa de uma criancinha dentro do carrinho, dentro do ônibus. Isso era muito bacana em Vancouver. Todas as mães saem com seus filhos nos carrinhos, porque sabem que facilita a vida delas, deixa as crianças mais confortáveis e ainda saberão que terão espaço no ônibus pra ficarem tranquilamente. Cidade acessível essa sabe? Não é a toa que é considerada uma das melhores cidades do mundo para se viver. Aprende Brasil!

Voltando… chegando na escola sabe aquelas conversas chatas que não levam a lugar nenhum? Tipo assim, dois querem ir prum canto, três pra outro, um pra outro, mas ninguém quer abrir mão de nada? Ah pelo amor né? O pessoal queria ficar preso num canto só, tipo restaurante, almoçar e depois ir embora. Eu e Bruna queríamos explorar, então largamos a turma e fomos pro Aquário de Vancouver. Poxa gente, ficar em restaurante, preso, eu ficaria numa boa durante a semana, mas o final de semana, com tantas horas úteis e com luz do dia, não dava pra desperdiçar. Queria bater perna. Sair por aí. E o lugar escolhido foi o Aquário de Vancouver.

"Isso aqui oh oh... é um pouquinho de Brasil ia ia..."

“Isso aqui oh oh… é um pouquinho de Brasil ia ia…”

Eu acho que esse dia também é bacana presentear vocês com muitas fotos. O Aquário é lindo, enorme, com muuuitas espécies, além disso fica dentro do Stanley Park, meu amado, salve-salve lugar em Van. E olha que ironia, dentro dele, numa cidade fria e chuvosa, num dos países mais gelados e congelantes do mundo, tinha uma área dedicada para a fauna e flora da Amazônia. É interessante, porque trata-se de uma área climatizada e embora eu nunca estivesse na floresta, o recinto do aquário era úmido, quente e abafado, como tantos dizem de Manaus né? Passei um calor danado lá dentro. Nessa hora eu lembro que a Bruna ficou meio inconformada, pelo fato de que levaram todas aquelas coisas pra lá, e deveriam ter deixado por aqui no Brasil mesmo né? A Bruna era assim, uma garota de 17 anos, mas muito consciente e madura pra sua idade, tanto que ficamos amigas (com 9 anos de diferença de idade!), porque tínhamos valores muito parecidos sobre a vida. Foi uma grata surpresa durante esse mês.

Sobre a questão da Amazônia no Canadá eu sinceramente não me importei. Ah gente, aquário é igual zoológico né? Não é politicamente correto, mas ainda assim bacana pra visitar e conhecer os bichinhos. O passeio que eu mais fazia na infância era para o zoológico de São Paulo (o mais baratinho oferecido pela escola, fato!), e eu amava.

Água-viva de mentirinha?

Água-viva de mentirinha?

Uma das coisas que mais me chamou atenção no aquário foram as águas-vivas. Gente, parecem de mentira. Tanto que pela foto (acima) vocês acreditam que são de verdade? Não né? Então aqui vai o vídeo delas pra você ver com seus próprios olhos as danadinhas dançando:

Uma pena que fotos tiradas em ambiente fechado nunca fiquem perfeitas, principalmente quando se tem uma caixa de vidro/acrílico pra piorar mais a visão. Ainda assim dá pra ter uma noção do que encontramos por lá. Inclusive o Nemo!

Encontrei Nemo!!!

Encontrei Nemo!!!

Vontade de passar a mão nessa barriga da tartaruga né? Olha que lisinha!

"Brilha, brilha, estrelinha" - lembram dessa cena no aquário  do consultório do dentista do Procurando Nemo? Adoro!!!

“Brilha, brilha, estrelinha…”

Tava doida pra tirar uma foto bacana de estrela do mar. Adoro a cena da menininha perversa no Procurando Nemo batendo o dedinho no vidro do aquário, que ficava no consultório do dentista, e cantando essa música. Que medo que dá daquela menina com a boca cheia de aparelho!

Olha que bonitinhos. Pousaram pra mim!

Olha que bonitinhos. Pousaram pra mim só com o canto dos olhos! Um charme.

Vocês acreditam que tem uma área dedicada à diversas espécies de sapo? Tinham uns tão pequenos, que eram mais ou menos do tamanho do meu dedão da mão, só a parte gordinha do dedo. Beeeem pequeninos mesmo.

Posso confessar uma lembrança de infância? Lembro até hoje a primeira vez que vi um jacaré abrindo os olhos. Vocês já repararam? Eles não abrem os olhos como nós, tipo assim, abriu  de baixo pra cima e ta aberto, eles têm tipo uma capa, então ao abrir os olhos, a “capa” vai pro lado e aí sim vemos os olhos deles se abrirem. Quando percebi isso não queria sair de perto dele pra ver ele abrindo de novo. E nunca mais esqueci.

Essa coisa da direita foi o bicho mais feio que já vi na vida, mas justamente por isso ele merece um canto aqui.

O super aquário e o… Axolotl! Heim?!?!

Eu tirei a foto do bicho e também da plaquinha com o nome dele. Tudo isso porque eu achei essa coisa da direita o bicho mais feio que já vi na vida, mas ainda assim ele merece um canto aqui. É um tipo de salamandra. E olha o que dizia o cartaz “Meet a chicken of the swamp” (conheça o frango do pântano!)… o coitadinho era uma iguaria mexicana da época dos astecas (hoje está em extinção). E não, eu não lembro de tudo isso, a foto da plaquinha forneceu os dados.

Repara que lindo o túnel da criança brincar no estilo aquário!

Repara que lindo o túnel da criança brincar no estilo aquário!

Apesar do frio, essa área externa vale a pena. Belugas lindas!!!

Apesar do frio, essa área externa vale a pena. Focas fofas e Belugas lindas!!! Ohhh

Foi um dia típico de domingo né? Passeio de leve e muita prosa com a Bruna. Meu Deus como a gente falava! Lembro que ela me contou intimidades de sua vida pessoal que não se conta pra qualquer pessoa, mas acredito também que a gente só se abre com quem a gente sente confiança. Fico feliz por ela ter sentido isso em mim. Lá em Vancouver era muito comum a gente só encontrar jovens dispostos a pirar o cabeção, usar drogas e aproveitar a liberdade de estar longe dos pais, e ela era diferente. Uma graça de menina.

Neste dia, mais um choque cultural. Vocês sabem que no Brasil o Mc Donald’s é considerado caro né? Eu pelo menos acho um absurdo. Porém, enquanto comíamos por lá, percebemos que o lugar começou a se encher de mendigos, e eles eram bem tratados por todos. Pois é, o Canadá tem também seus problemas sociais, mas a gente percebe que o respeito pela igualdade humana é a maior qualidade dos canadenses.

Continua…

PS: se não entender muito bem esse post, comece lendo pelo dia 29/01 “Realizando um Sonho” e vem comigo pelos próximos dias.

Anúncios
Esse post foi publicado em Vancouver. Bookmark o link permanente.

2 respostas para A Amazônia fica no Canadá?!?!

  1. Bruna disse:

    Ahh, sua linda!!! Foi uma delícia esse dia!
    E é verdade, desabafei horrores com você, eu tinha acabado de passar por uma fase tão conturbada. Vancouver me curou de tudo, e seus ouvidos pacientes também! rsrs.
    E esse dia, foi o início de muitas explorações que acabamos fazendo juntas, graças a sua brilhante capacidade com os mapas. Aliás, como você não disse nada sobre isso ainda?
    Você era muito boa!
    Ah, e você me pegou nesse post. Quando te vi descrevendo o bichinho esquisito eu pensei “Meu Deus, Tatiane, você é super dotada no quesito memória.” Mas logo você revelou um segredinho! rsrsrs. Mas, ainda sim, você tem uma memória fantástica… Um presentão do cara lá de cima!

    Aguardo ansiosamente pelos próximos posts! Beijocas!

    • kkkkkkkkkkkkk Bruna, eu sou assim, tenho meus segredinhos e saio contando pra todos saberem.

      Obrigada pelo carinho de sempre. Nos libertamos de certos monstros nessa viagem né? Que bom!!!

      Bjuuu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s