Uma profissional de respeito

Hoje tem Risoto de Presunto Parma

Ela nasceu no início dos anos 80 e pelo o que recorda já na primeira série respondia na ponta da língua o que queria ser quando crescer: aeromoça. Depois veio a fase de querer ser professora, profissão essa desestimulada pela mãe, que dizia que 10 entre 10 garotas queriam ser professora e que um dia aquele desejo mudaria. E ela tinha razão – pelo menos em partes.

O tempo foi passando e aquela garota estudiosa, responsável, mas um bocado tímida tinha grandes sonhos. Sonhava em ser famosa, ou alguém importante, mas o principal é que queria mudar o mundo, na verdade sabia que sua missão na Terra era mudar o mundo.

Com 15 anos começou a trabalhar num escritório de contabilidade e era uma “faz tudo”, pagava contas no banco, levava e buscava documentos na Receita Federal, lançava notas fiscais e teve seu primeiro contato com computador: paixão à primeira vista. Aprendeu tanta coisa nesse primeiro trabalho que não foi difícil transformar seu segundo emprego – temporário – em definitivo. Com este trabalho pôde ter dinheiro para realizar um sonho: fazer aulas de teatro. A experiência foi tamanha que ela acredita até hoje que esse segundo trabalho foi o responsável por moldar a profissional que ela é hoje.

Depois veio a fase das grandes dúvidas sobre o que “ser quando crescer”. A ideia de aeromoça – agora chamada comissária de bordo – e até mesmo professora já haviam ficado para trás, mas outras opções chegaram. Deveria fazer psicologia ou jornalismo?

Nem uma nem outra, acabou sendo convencida a fazer marketing, profissão que tinha a ver com seu perfil profissional – segundo seu chefe. Porém a profissão administração de empresas lhe dava arrepios, ela achava, ou melhor, tinha absoluta certeza que esse era o curso dos indecisos, e se tem algo que ela nunca se permitia era fazer algo por fazer. Tudo tinha que ter uma razão concreta, bem pensada e planejada. Ela levava a escolha profissional muito a sério. Então foi lançado o desafio: que ela experimentasse esse primeiro ano de ADM-Marketing, se não gostasse era só parar e recomeçar o que quisesse.

Logo nas primeiras semanas de aula o lado nerd falou mais alto e ela ficou apaixonada pelo curso. Tanto aprendizado. Tudo tão diferente do colégio. Montanhas de livros para ler. Uma delícia de curso. Ah e tinha o detalhe de conciliar a faculdade com o curso de inglês, outra paixão dessa garota que queria mudar o mundo. Ela sentia como um mundo de coisas se abrindo diante de seus olhos.

Em 15 anos de trabalho muito aconteceu, outros sonhos se realizaram como a pós-graduação e o intercâmbio, vieram projetos, viagens, eventos, trabalhos sociais, algumas grandes decepções, mas muito aprendizado e maturidade profissional, além das pessoas marcantes (positiva ou negativamente) e das mudanças.

E apesar das pedras no caminho essa mulher continua tendo a certeza que vai mudar o mundo, pelo menos a partir do mundo dela, pois é aí que começam as grandes mudanças. Também se orgulha quando colegas de trabalho a procuram para pedir ajuda, auxílio, conselho ou apenas para dizer que a época que trabalharam juntos foi marcante de alguma maneira. Aí ela se dá conta de que psicóloga, jornalista, aeromoça, professora ou administradora são apenas nomes de funções, pois a essência seria a mesma. Ela é acima de tudo uma profissional.

E essa profissional ainda tem seu lado B, a cozinheira. Então, ela te apresenta uma receita de muito charme e elegância para ser feita naqueles momentos que você quer causar uma boa impressão para alguém especial:

Risoto de Presunto Parma

Ingredientes para duas pessoas: 1 e 1/2 litro de caldo de legumes – 2 colheres (sopa) de manteiga – 1/2 cebola picada (pequena) – 1 xícara de arroz arbóreo – 1 xícara (café) de vinho branco seco – 100 grs de queijo parmesão ralado (fresco) – um punhado de rúcula rasgada – mais ou menos 100 grs de presunto parma – azeite e pimenta do reino a gosto para finalizar

Modo de fazer: deixe o caldo de legumes pronto e aquecido no fogo baixo durante todo o processo de cozimento do risoto (pode ser caldo de legumes em tablete diluído em água). Numa panela larga doure a cebola em metade da manteiga, acrescente o arroz (SEM LAVAR!!!) e refogue. Adicione o vinho branco e deixe evaporar em fogo baixo. Junte, uma concha por vez, o caldo de legumes quase em ponto de fervura. À medida que o arroz for secando, coloque mais caldo, esse processo leva cerca de17 a 20 minutos. De preferência faça esse processo sem parar de mexer para evitar que grude nas laterais e no fundo, além do que, quanto mais você mexe o risoto, mais ele libera amido, o que vai garantir que fique cremoso. Quando estiver al dente (cozido firme, sem estar duro ou com uma pontinha branca em seu interior) acrescente o parmesão. Mexa para misturar um pouco, desligue o fogo, acrescente o restante da manteiga, mexa delicadamente de novo, tampe por 1 minuto e sirva na sequência com a rúcula por cima e as fatias de presunto parma, tempere com um fio de azeite e pimenta do reino moída na hora.

Dica: Eu não curto presunto parma aquecido, por isso acrescento apenas na montagem do prato, ou seja, é uma receita base de risoto com um toque de rúcula e presunto parma.

Deleite-se!

Anúncios
Esse post foi publicado em Falando de mim, Receitas de Risoto/Arroz e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s