Bacalhoada

Se a minha ideia era ajudar alguém a preparar o almoço da sexta-feira Santa, acho que cheguei meio tarde! rs. Mas não poderia deixar passar batido, principalmente pela cara ótima que esse prato ficou quando eu fiz pela primeira vez… confere aí:

Bacalhoada - antes

Esse foi o primeiro prato que fiz fora do trivial depois de casada e modéstia à parte acho que comecei com o pé direito. A bacalhoada ficou tão boa, mas tão boa, que comemos tanto, mas tanto, que logo depois capotamos no sofá… ai que pecado comer assim! rs

Na casa da minha mãe não é costume ter um super almoço na sexta-feira da Paixão, apenas comíamos um peixinho e reservávamos o bacalhau para o domingo. E acho que faz todo o sentido, afinal a sexta-feira, para nós católicos é um dia de jejum, abstinência e dia de reflexão e recolhimento. Diferente do domingo de Páscoa, dia de alegria, renascimento, dia de família e comida boa.

Deixo aqui a receita da minha bacalhoada pra você fazer quando quiser, principalmente porque nessa época o bacalhau fica muito caro. E se você for igual a mim, bacalhau pode ser comido em qualquer ocasião… adoro!

Bacalhoada

Essa receita rende o tamanho da forma da foto anterior, ou seja, bastante!

Bacalhoada - depois

Ingredientes: 1,5 kg de bacalhau (daqueles altos) – 800 grs de batata (cortadas em rodelas com cerca de 1 cm de espessura depois de cozinhar) – 1 pimentão verde e outro vermelho (cortados em tiras) – 2 cebolas grandes (cortadas em rodelas grossas) – 2 dentes de alho (picados) – 3 tomates maduros (sem pele e sem sementes) cortados em pedaços grandes – salsa picada – 100 grs de azeitonas pretas (a que você preferir) – pimenta do reino – 3 ovos cozidos cortados em rodelas – azeite (muito e de boa qualidade) – sal (se necessário).

Modo de fazer: Dessalgue o bacalhau na véspera (24 horas antes, trocando a água umas 3 vezes no mínimo). No dia de preparar se certifique do teor de sal que ainda restou, se estiver ok, desfie em lascas grossas e reserve. Cozinhe as batatas por 20 minutos (inteiras ou cortadas ao meio) e depois corte as rodelas. Pegue uma forma refratária, unte com azeite e faça as seguintes camadas nesta ordem: tomate, cebola, batata, bacalhau, pimentões, azeitonas, salsa, alho, pimenta do reino, sal (se necessário) e azeite (bastante). Repita a ordem até acabar os ingredientes. Finalize com azeitonas e azeite. Só pra você ter uma ideia vão cerca de 250 ml de azeite para mais (eu uso o espanhol Borges – extra-virgem). Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 1 hora (forno baixo).

Dica: da primeira vez que fiz eu achei que o ovo ressecou por ficar o tempo todo dentro do forno, então na segunda vez eu coloquei apenas depois de estar no forno há uns 40 minutos e ao colocar os ovos respinguei mais azeite.

Muito cuidado com o sal. Coloque apenas se no processo de dessalgar o bacalhau tiver ficado muuuito sem sal, caso contrário não use, ou use apenas uma pitada mínima.

Não tenha dó do azeite nesta receita ok?

Feliz Páscoa. Muita paz em sua vida.

Deleite-se!

Anúncios
Esse post foi publicado em Família, Receitas com Peixe e Frutos do Mar e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Bacalhoada

  1. Sônia disse:

    Delícia Tati!’bjos e feliz Páscoa para você também,
    Sônia

  2. Ana disse:

    Hum, fiquei com água na boca agora!

  3. Pingback: Faça sua parte | Deleite da Vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s